sexta-feira, 17 de maio de 2013

Conto de Rosa Perez que esta no livro Livro Mulheres Da Floresta


Labirintos da Memória

         A maior floresta tropical do mundo, 4.000 kms de mata e uma história inusitada de homens partido ao meio, de homens pela metade, meio homem, homens ao meio, todos em busca de um eldorado prometido.
         A história de uma estrada que ainda hoje geme piedosa pelos milhares que morreram no percurso de sua construção, uma história de uma terra sem lei, de garimpos, de índios hostis pela sobrevivência, assaltos, pontes perigosas, animais selvagens e malária.
         O Governo Militar de Emílio Garrastazu Médice projetou uma obra gigantesca para alavancar o seu governo e minimizar as misérias sociais do Brasil: A famosa Rodovia Transamazônica – ABr 230. Em 1972 para integrar o Norte ao Nordeste, além do Peru ao Equador. Uma Castanheira foi derrubada como símbolo do marco histórico. Parecia ser esta a solução da miséria que assolava o Nordeste. A idéia era “Terra sem homens para homens sem terra”.
         A colonização do gigantesco mundo verde causou impactos irreparáveis ao meio ambiente e ao homem. Ainda hoje é uma aventura trafegar pela Br 230.
         Foi nesta lendária rodovia brasileira de garimpos a céu aberto, de região rochosa, poeira e lama, curvas sinuosas e pontes perigosas de uma poética estrada criada para ser vista da lua. Para enfrentar tamanho desafio, só os ônibus da empresa Transbrasiliana é que aceitaram a aventura de trafegar por ela.
         Na década de 80, no inverno rigoroso, numa curva sinuosa, na maior de todas as ladeiras, próximo a cidade de Pacajá, exatamente a meia noite, aconteceu o imprevisível, o maior acidente da região, 46 passageiros, gente exprimida, alguns em pé, mudanças, apetrechos para todo lado, animais de estimação, homens, mulheres e crianças. 30 feridos gravemente e uma morte de uma senhora de 67 anos de idade. O episódio foi manchete a nível nacional, a estrada, cartão postal do governo militar, no ato heróico de integrar para não entregar, era uma triste fotografia de um povo ferido, diferente, excluído, isolado e cheio de esperanças; uma linha do tempo que seria um desafio de aproximação com volteios dessa história.
         A partir daquele episódio, aquela trágica cena piedosa, muda e triste, na lente da única fotógrafa que estava no ônibus, retratava o destino daquele povo amarelo-lameado que tinha sido tocado para Transamazônia como gado humano, pronto para o abate. Um labirinto desconexo de uma política do Governo Militar e no radinho de pilha que tocava insistentemente de um passageiro ferido, o triste lamento do poeta nordestino Patativa do Assaré “O nordestino tem que viver é no Nordeste”.
         Aquele inverno castigador de 1980 e o acidente trágico com o ônibus da Transbrasiliana ficou na história da região, aquela estrada nunca mais passou a ser a mesma, a ladeira mais alta, longa e sinuosa ficou conhecida como LADEIRA DA VELHA.
         Aquela senhora distinta morava logo na decida da ladeira, os moradores contam que era a mais prestativa de todos na estrada, tinha cuidados com os viajantes, quem atolava o carro na transamôzonia próximo aquela ladeira, ela gentilmente oferecia comida e dormida. Era uma alma boa que velava pelos viajantes.


Beco Dos Poetas



Rede Social de língua portuguesa dedicada a poesia, conto, e

narrativa promovendo Antologias e Publicação Independente

junto aos seus membros visite www.becodospoetas.com.br

você pode divulgar eventos, postar textos, vídeos,fotos e se

comunicar com milhares de autores ! E o melhor pode 

participar de...

10 Bons motivos para você trocar as novelas da Globo pelos livros




http://www.listasliterarias.blogspot.com.br/2013/05/10-bons-motivos-para-voce-trocar-as.html

06 livros muito estranhos que você não vai acreditar que existem!


http://biglistasdanet.blogspot.com.br/2013/05/06-livros-muito-estranhos-que-voce-nao.html

Veja as maiores mudanças feitas no enredo dos livros O Senhor dos Anéis, em sua adaptação cinematográfica

http://www.fimdostemposhoje.com.br/2013/05/as-maiores-mudancas-feitas-no-enredo.html

10 Fantásticas capas de Augustus para os livros Monteiro Lobato


http://www.listasliterarias.blogspot.com.br/2013/05/10-fantasticas-capas-de-augustus-para.html