quarta-feira, 8 de maio de 2013

Em Homenagem ao 31º aniversario de Rondon - Poema de Rosa Peres

CIDADE POEMA


Qual o sexo da minha cidade?
Ela é multicolorida, multifaceta
e carrega as cores do arco – Iris.
A descrevo liricamente com o pensamento híbrido
como um linda virgem de longos
cabelos esverdeados, favos de mel,
ora vejo minha cidade como ipês e
maçarandubas prontas para a exportação,
um belo jovem Paricá responsável pelo
desenvolvimento urbano e sustentável.
Minha cidade tem a rua como casa e a casa como pátria,
É  a célula da Br,
nasceu da fusão de imigrantes e candangos
que rasgaram sob sol e chuva, com mãos de aço e ferro, num corredor de Lama, sem estradas,
 a colossal Candagolândia,
uma tímida vila com viés dentro de um mosaico
de  veias abertas e sangrentas da Amazônia.
De Vila a Rondon do Pará,
um cenário urbano de transformações sociais
beira rio, beira vida...
Cidade multicultural,
uma ala de poetas com veias abertas para a vida,
um canto universal de cantores que falam de suas raízes,
artistas plásticos que pintam, desenham e esculpem, uma aquarela inimaginável,
anjos que rodopiam em plumas leves a dança da vida.
Cidade poema de canto urbano,
de economia madeira como jóia, agora minério,
emancipada em 1982
por homens que a sonharam e investiram nos seus sonhos.
Ah Rondon do Pará!
Cresça, invente, crie, apareça, floresça com equidade e justiça social.

Convidada para o Aniversário Centenário de Marabá com o Projeto: 100 Ler não ficaremos

Rosa Peres é convidada para o Aniversário Centenário de Marabá com o Projeto: 100 Ler não ficaremos

Audiência da Votorantim em Rondon

Rosa Peres na Audiência da Votorantim em Rondon- divulgando seriedade do Centro Universitário Uninter 


Lançamento do Livro Mulheres Da Floresta em São Paulo


Lançamento do Livro Mulheres Da Floresta em São Paulo


Rosa Peres representando o Pará e a Amazônia.



terça-feira, 7 de maio de 2013

Indicação de Filmes



1- " As Palavras", o filme indicado do mês e de Brian Klugman.
Sinopse: O sonho de um escritor lançar o seu próprio livro. Um filme com Zoe Saldana, Rory Jansen e Dennis Quaid.

2- " Anjos do Sol", para assistir e debater com sua mãe.
Sinopse: É um filme brasileiro que trata sobre a exploração comercial de crianças e adolescentes com Maria Fernanda Candido.

Ler e Mágico


Leia neste mês: Pedagogia da Esperança do grande educador Paulo Freire, indicado para todos que ainda acreditam. 

segunda-feira, 6 de maio de 2013

A Arte de Aprender

A Arte de Aprender


Por Rosa Peres
Como Poema de Bertolt Brecht

Só existe educação com autonomia e liberdade;
Ensinar exige conhecimento intelectual e empírico;
Aprender exige rigorosamente acadêmico ensinar exige disciplina e afeto;
O aprender depende da própria pessoa como agente e de escola como fonte de crescimento profissional;
A escola precisa de uma forte sacudida, de um arejamento intelectual, de cada ator no seu devido papel;
Nós precisamos de um choque de compromissos, de ética, de intelectualidade e inovação;
Só pessoas livres de conceitos e pré-conceitos é que podem ser educadores;
A educação não pode ser engessada;
O ensino de qualidade exige uma gestão compartilhada, docente capacitados, uma coordenação comprometida e ética, alunos motivados,preparados intelectual e emocional;
O sucesso pedagógico é  a soma do aprendizado de quem uniu a competência intelectual, a emocional e a ética;
Ensinar exige coragem, ousadia e inovação. Apreende exige comprometimento.
Aprendemos quando vivenciamos, experimentamos, sentimos, seduzimos e nos permitimos ser seduzidos;
A arte de ensinar e aprender e a arte de criar laços, vínculos e incorporar;
Aprendemos quando sentimos prazer e degustamos com voracidade o conhecimento;
Aprendemos quando equilibramos o sensorial, o racional, o emocional, o ético, o pessoal e o social;
Aprendemos quando o pensamento divergente é respeitoso;
Aprendemos através da ação da ação/ reflexão
Aprendemos através do respeito e do grito,
Aprendemos com os mais humildes formados na escola da vida e deles incorporamos  a essência do ser;
Aprender é uma arte universal!
(entra um pierrô e recita o poema "Elogio do Aprendizado" de Bertolt Brech)

Aprenda o mais simples!
Para aqueles cuja hora chegou
Nunca é tarde demais!
Aprenda o ABC; não basta, mas aprenda!
Não desanime! Comece!É preciso saber tudo !
Você tem que assumir o comando!
Aprenda, homem no asilo!
Aprenda, homem na prisão!
Aprenda, mulher na cozinha!
Aprenda, ancião!
Você tem que assumir o comando!
Frequente a escola, você que não tem casa!